quarta-feira, 11 de julho de 2018

quinta-feira, 24 de maio de 2018

CORDEL BAIANO COM "GROOVE"

Antonio Marcos após comer muito fiambre, carne suína enlatada, apropriou-se da marca Kitute para compor seu nome por persistência dos amigos. Em Irará, o conheci na Casa de Cultura, através de Roberto Martins. Parecia-me que ele amava mais a música que a poesia. Em outros encontros ele demonstrou mais amor ainda pela música, mas também um interesse bem maior pelo Cordel. Agora ele lança um EP que pode ser apreciado clicando na imagem acima onde encontrará mais detalhes sobre o show.

quinta-feira, 26 de abril de 2018

CORDELIZANDO O SERTÃO BAIANO

"A poesia ganha espaço em diversas cidades do estado da Bahia através do edital Calendário das Artes, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBA). Um dos 40 contemplados é o projeto Poetizando Povoados em Cordel, que vai ofertar oficinas de Literatura de Cordel em seis municípios da zona rural do território Velho Chico e em Irecê.
As oficinas serão ministradas em comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas, nos povoados de Ibotirama (Ilha Grande e Aldeia Tuxá),  Morpará (Capim de Raiz), Paratinga (Lagoa Dourada), Oliveira dos Brejinhos (Boa Esperança), Muquém do São Francisco (Quilombo Jatobá) e Ipupiara (Sodrelândia), dando acesso á jovens estudantes e demais interessados na arte cordelista.

“Nesse projeto, estaremos construindo junto aos alunos cordéis que relatam a história de suas comunidades e suas realidades. No final, será confeccionado um livreto que será lançando num recital nas feiras livres de cada cidade”, conta o proponente do projeto, poeta, cordelista e autor do livro de literatura de cordel “Versos entre rimas de cordel”, Josemário Fernandes.

Além dos professores e alunos envolvidos, haverá a participação de poetas convidados nos recitais poéticos, visando à valorização dos trabalhos produzidos pelos jovens e a literatura de cordel nas comunidades.

Incentivando e oportunizando maior acesso ao público, o projeto pretende distribuir os livretos gratuitamente nas escolas, bibliotecas e pontos de leitura, além de realizar a divulgação nas redes sociais, para oferecer maior alcance de visualizações pelos mais diferentes cantos do mundo.

“O Calendário das Artes tem um papel importantíssimo para nós, pois sinaliza que o projeto está sendo valorizado”, afirma Josemário. 

Serviço:
Oficinas de Literatura de Cordel -  Atividade gratuita

04 de abril, às14h - Aldeia Tuxá/Ibotirama - Colégio Estadual Indígena Marechal Rondon, com Rafael Cruz da Silva
12 de abril, às 8h - Ilha Grande/Ibotirama - Escola Municipal São José, com Adelson Batista de Souza
19 de abril, às 14h - Lagoa Dourada/ Paratinga - Escola Familiar Agrícola, com Maria Aparecida Vieira Santiago (Cida) 
29 de abril, às 14h - Boa Esperança/Oliveira dos Brejinhos - Centro Comunitário, com Uilton Teles de Souza
3 de maio, às 14h - Capim de Raiz/Morpará - Escola Municipal Antônio Cardoso de Almeida, com Carleide Pereira Marques
18 de maio, às 8h - Sodrelândia/ Ipupiara - Escola Municipal Antonio Carlos Magalhães/ Regis Pacheco, Maria Dirce Alves Santos
27 de maio, às 14h - Jatobá/Muquém do São Francisco - Sede da Associação Jatobá, com João Rodrigues da Silva (Almeida) "

sábado, 21 de abril de 2018